quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Mário Soares Homenagem em Paris

                        
                                     
                     

Mário Soares. “Se não há modificação na Europa vamos para uma nova guerra”

Em relação a Portugal Mário Soares diz estar "furioso com o Governo e com o Presidente da República porque não são capazes de respeitar a Constituição da República estão a destruir o país".
O ex-presidente da República Mário Soares disse hoje, em Paris, que a Europa está a caminhar para o abismo e acredita que se a situação não se alterar o mundo pode assistir a uma terceira grande guerra.

"São os governos de extrema direita, sem ideologia, que dominam a Europa e acho que isso tem que acabar, porque se caímos no abismo acontece uma terceira guerra mundial. Se não há modificação na Europa com o [Martin] Schulz vamos para uma nova guerra", disse Mário Soares à margem da sua homenagem na Câmara Municipal de Paris.

"Espero que (...) Martin Schulz, que aprecio muito como pessoa, possa ganhar as eleições pela primeira vez para ser presidente da Comissão Europeia e mudar tudo, porque se continuarmos com o meu compatriota Durão Barroso, que é um homem que não sabe o que quer, quer dinheiro", acrescentou o ex-presidente da República.

O Partido Socialista Europeu (PSE) confirmou na semana passada a candidatura do social-democrata alemão Martin Schulz, atual presidente do Parlamento Europeu, à presidência da Comissão Europeia (CE).

O futuro presidente do executivo comunitário será aquele que alcançar a maioria dos apoios no Parlamento Europeu, cuja composição será conhecida nas próximas eleições europeias, agendadas para 25 de maio de 2014.

O atual presidente da CE, o português José Manuel Durão Barroso, assumiu o cargo em novembro de 2004 e recandidatou-se em 2009.

Mário Soares sublinhou que os governos de ideologia reacionária que dirigem a Europa neste momento "querem sempre austeridade e mais austeridade quando já toda a gente percebeu que a austeridade leva a mais miséria, mais desemprego".

"Devia ser o contrário que eles deviam fazer, mas não fazem porque são reacionários, não têm ideologia se não o dinheiro, as pessoas não contam nada para eles", acrescentou.

No entanto, o homenageado está "otimista" e "convencido de que a Europa vai ser salva, porque se não for salva era a desgraça para o mundo e para a América".

"Barack Obama sabe muito bem que sem a Europa os americanos não têm um único amigo, porque os americanos são odiados por todo o mundo, menos pela Europa. A Europa é o seu grande e único amigo. Como pode a América não vir ajudar a Europa? É necessário para eles, é importante para todos e devemos ter essa esperança", acrescentou.

Em relação a Portugal Mário Soares diz estar "furioso com o Governo e com o Presidente da República porque não são capazes de respeitar a Constituição da República estão a destruir o país".

"Faço tudo para que não haja violência no meu país, mas se eles persistem e não são capazes de mudar, o que vai haver é violência. Há tipos que já dizem em Portugal que isto só vai a tiro", concluiu.

O ex-presidente da República Mário Soares foi homenageado pela Câmara Municipal de Paris com a Grande Medalha de Vermeil (prata dourada) de Paris.

Mário Soares foi recebido pelo presidente da Câmara de Paris, Bertrand Delanoë, que lhe entregou a Medalha de Vermeil, numa cerimónia nos salões da Câmara parisiense.Por Agência Lusa/I publicado em 13 Nov 2013






dados 2013 sobre o estado em geral

      C L I C A R  ====>    http://akinumeros.com/estado

Outros:
Maiakovski-Poeta Russo(1893-1930)               

A Razão Porque foi Eleito Passos Coelho


viriatoapedrada.blogspot.pt/2013/10/orcamento-do-estado-para-2014.html 

http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2013/11/oe-cortes-no-subsidio-de-ferias.html





Mário Soares nasceu a 7 de Dezembro de 1924. Licenciou-se pela Universidade de Lisboa em 23 de Julho de 1957.
Inscreveu-se na Ordem dos Advogados como candidato à Advocacia, sob o tirocínio do Dr. Leopoldo do Vale, em 17 de Setembro de 1957, e foi em 17 de Abril de 1959 que se inscreveu como Advogado no Conselho Distrital de Lisboa, comarca onde viria a exercer advocacia.
A 16 de Maio de 1974 o Dr. Mário Soares suspendeu a inscrição como Advogado por incompatibilidade do exercício da Advocacia com as funções governativas. Voltou a exercer entre 7 de Janeiro de 1980 e 12 de Outubro de 1983 tendo, nesta altura requerido novamente a suspensão da sua inscrição por novamente ter passado a "desempenhar funções governamentais incompatíveis com o exercício da Advocacia”.
Em 2008
Mário Soares - Rendimento de trabalho independente 186 239,13€ - Rendimento de capitais 188 550,92€ - Rendimentos prediais 30 000,00€ - Pensões 77 256,90€.
Isto num ano, imagine isto em dezenas de anos. Por: Jcesar.



MÁRIO SOARES
O TEMPO E A MEMÓRIA

A caminho da ditadura

por MÁRIO SOARESOntem150 comentários
1 Na conferência que fez em Leiria, Rui Rio disse que a democracia em Portugal - com o atual Governo - estava a ser paulatinamente destruída e a caminho da ditadura. Com efeito, infelizmente, assim é. Nada se passa que seja transparente, no essencial, as medidas tomadas são escondidas ou estropiadas. Os partidos da coligação não se entendem e quando falam dizem coisas contraditórias. O próprio Banco de Portugal parece estar, cada vez mais, ao serviço do Governo. Numa palavra, estamos cada vez mais dependentes do Governo - e este da troika - e os portugueses, na pobreza extrema em que se encontram, percebem muito bem o que está a acontecer. Por isso gritaram na Aula Magna: "Não pagamos, não pagamos."

Por isso, o Governo e o Presidente da República não podem sair à rua sem serem vaiados e enxovalhados. Sucede que a Justiça praticamente não existe e as personalidades que roubam estão impunes.

É triste que tudo isto aconteça. Muito triste. Mas como tenho avisado, o pior está para vir. É, ao que parece, inevitável e perigoso. Oxalá me engane.

2 A COMUNICAÇÃO SOCIAL ESTÁ A MORRER

A comunicação social, tal como a entendíamos no passado, praticamente deixou de interessar. Os jornais vendem cada vez menos. As televisões também sofrem a concorrência da internet, onde, através das redes sociais, as notícias vão chegando, com custos mais acessíveis aos que têm pouco - ou mesmo nada - para gastar.

Retrato do neoliberalismo e a dilapidação do bem público
Esta imagen es una perfecta definición del neoliberalismo, es decir individualismo, egoismo y la busqueda del bien privado a costa de destruir el bien común

Sem comentários:

Enviar um comentário