quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Orçamento do Estado 2016





"O orçamento já teve luz verde do comissário Moscovici !...Ver mais


Missão técnica da Comissão Europeia que se deslocou a Lisboa já aprovou a última versão do OE, depois da…
EXPRESSO.SAPO.PT












04.02.2016

ANA SOFIA SANTOS E MIGUEL PRADO (COM ADRIANO NOBRE)
Sabia que as refeições take away vão pagar menos IVA e que o tabaco vai ficar mais caro se o Orçamento do Estado para este ano for aprovado cá dentro e lá fora? Sabia que o IVA do álcool nos restaurantes vai permanecer nos 23%, ao passo que o da comida desce dez pontos percentuais? E já reparou que os incentivos à compra de carro elétrico vão ser cortados e que o IMI encarece para o comércio, indústria e serviços? E já está a par que o crédito ao consumo terá imposto de selo agravado, tal como vão aumentar os impostos sobre o combustível que compra para o seu carro? Saiba tudo, tudo, tudo o que já é conhecido sobre o Orçamento que aí vem - incluindo a tensão política e a opinião dos colunistas do Expresso, além das essenciais notícias




04.02.2016
Maço de cigarros aumenta 5 cêntimos



04.02.2016
Comissões dos pagamentos com cartões levam imposto de selo de 4%



04.02.2016
IMI encarece para o comércio, indústria e serviços



28.01.2016
2:59 para explicar o mundo: petróleo barato, gasolina cara?



04.02.2016
Impostos atiram Portugal para os cinco países com a gasolina mais taxada da Europa



04.02.2016
Imposto sobre bebidas espirituosas aumenta 3%













https://www.facebook.com/carlos.paz.756/posts/1133802703299464?pnref=story

O que sobe e desce no OE 2016
Sabia que as refeições take away vão pagar menos IVA e que o tabaco vai ficar mais caro se o Orçamento do Estado para este ano for aprovado cá dentro e lá fora? Sabia que o IVA do álcool nos restaurantes vai permanecer nos 23%, ao passo que o da comida desce dez pontos percentuais? E já reparou que os incentivos à compra de carro elétrico vão ser cortados e que o IMI encarece para o comércio, indústria e serviços? E já está a par que o crédito ao consumo terá imposto de selo agravado, tal como vão aumentar os impostos sobre o combustível que compra para o seu carro? Saiba tudo, tudo, tudo o que já é conhecido sobre o Orçamento que aí vem - incluindo a tensão política e a opinião dos colunistas do Expresso, além das essenciais notícias

-Maço de cigarros aumenta 5 cêntimos
-Comissões dos pagamentos com cartões levam imposto de selo de 4%
- IMI encarece para o comércio, indústria e serviços
 -Impostos atiram Portugal para os cinco países com a gasolina mais taxada da Europa
 -Imposto sobre bebidas espirituosas aumenta 3%
 -Isenção de IRC nos dividendos só para participações acima de 10%
 -Banca vai pagar mais impostos
 -Crédito ao consumo terá imposto de selo agravado
Por: Ana Sofia Santos e Miguel Prado (com Adriano Nobre) Expresso



Orçamento de Estado 2016. É justo aumentar ISP para baixar IRS?
No esboço para o Orçamento de Estado para 2016, já apresentado pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, independentemente de podermos considerar algumas medidas extemporâneas e imprudentes do ponto de vista orçamental, como a reposição antecipada dos salários para a função pública, considerando ainda as diversas recomendações de órgãos independentes como o Conselho de Finanças Públicas, há alguns aspetos neste Orçamento de Estado que são extremamente positivos, não só do ponto de vista económico e orçamental, mas também do ponto de vista político.

O ponto mais importante que teremos que relevar é que, pela primeira vez em vários anos de Democracia, veremos ser canalizados, através da máquina fiscal, recursos para baixar a taxação sobre o trabalho e rendimentos de natureza pessoal, através da redução da sobretaxa do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares (IRS). Essa redução, inserida num clima de neutralidade fiscal, será compensada pelo aumento do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP). No total, junto com outras parcelas com menor dimensão, como o Imposto de Selo sobre contratos de crédito ao consumo e o imposto sobre o tabaco, esse aumento parcial de impostos renderá aos cofres públicos cerca de 380 milhões de euros, que servirão, num clima de neutralidade fiscal, para baixar o valor do IRS. Resumindo, far-se-á uso do aumento dos combustíveis para baixar impostos sobre rendimentos do trabalho. Recordemos que este tipo de política, ou seja, de onerar o que dana o ambiente, para baixar o IRS, até foi iniciada pelo governo anterior, através do ministro do Ambiente de então, Jorge Moreira da Silva, num conjunto de políticas inseridas na denominada fiscalidade verde.

Recordemos todavia qual foi a real política fiscal do anterior governo sobre esta matéria. A primeira medida do anterior governo, tomada na primeira semana pelo Ministro da economia Álvaro Santos Pereira, foi aumentar os transportes públicos entre 24 e 104 por cento. Posteriormente aumentou-se o IRS para 2013 em 35% e aumentou-se o IMI em 90%, tendo-se também aumentado o IVA na
eletricidade e no gás em 280% (de 6% para 23%), aumentando-se também as rendas para os inquilinos, a taxa liberatória, também o imposto de selo, aumentou-se o cálculo para efeito de imposto de trabalhadores independentes em sede de IRS em 5%, aumentaram-se as taxas moderadoras no SNS em 300% (de 5 euros para 20 euros) e também se aumentou a contribuição audiovisual em 30%.

Ou seja, o anterior governo não se limitou a resolver os problemas prementes de finanças públicas através de políticas de ajustamento orçamental, tendo aumentando a carga fiscal e por conseguinte a receita pública. Os seus membros fizeram escolhas políticas, ideológicas e económicas, ao decidirem quais
impostos deveriam aumentar. E preferiram aumentar os impostos que incidem sobre quem tem casa própria e permanente (IMI, IVA na luz, taxa da RTP, etc.), ou sobre quem tem trabalho e rendimentos de natureza pessoal (IRS) a aumentar os impostos que incidem sobre a posse e o uso de um automóvel. E tal, além de ser de um populismo iníquo, foi altamente prejudicial para a economia nacional.

Assim, este Orçamento de Estado, ao reverter esta lógica da taxação dos direitos constitucionalmente consagrados, como casa ou trabalho, para a taxação dos combustíveis, só pode ser positivo. Todavia, sempre que aumenta o valor dos combustíveis, surge na vox populis uma série de mitos que importa desconstruir.

Com o aumento do combustível aumenta o preço final de variados consumíveis?
Uma grande parcela de produtos que os portugueses compram, já são importados, e o preço que se paga pela gasolina em Portugal, tem uma componente quase residual ou negligenciável no valor desses produtos importados; porque grande parte do transporte marítimo e terreste internacional, não paga pelo combustível o valor que o cidadão comum paga, visto que essas empresas adquirem grande parte desse combustível noutros mercados.

Já para o caso dos produtos nacionais, recordo que existe o denominado gasóleo colorido. De acordo com fontes da própria Galp, este combustível além de ser utilizado na agricultura, é usado pela frota de pesca portuguesa, rebocadores, lanchas e embarcações de transporte de passageiros em águas interiores. O controlo e acesso a este produto efetuam-se através da emissão de um cartão, que
é atribuído pelo Ministério da Agricultura e Pescas em determinadas condições, referindo-se em acréscimo que o gasóleo colorido é um produto enquadrado numa categoria fiscal com redução ou isenção da taxa de imposto sobre produtos petrolíferos. É colorido para evitar fraudes e não ser usado por automóveis convencionais a gasóleo. Ou seja, não há nenhuma razão para que os produtos agrícolas e piscícolas nacionais tenham os seus preços aumentados, do lado da produção.

Não menos importante é referir que o Estado não paga pelo ISP, logo os serviços públicos e os transportes coletivos de passageiros, de natureza pública, não devem ter, devido a esta variação do preço dos combustíveis aos consumidores, aumentos das tarifas. Mais importante ainda é perceber que paradoxalmente, com a descida constante do preço do barril de petróleo nos mercados internacionais, os preços finais dos produtos nos supermercados não desceram. Ou seja, a relação entre o preço do petróleo e os preços que os consumidores pagam pelos produtos finais, está longe de ser linear. Entre julho de 2008 e janeiro de 2009,
em apenas seis meses, os preços dos combustíveis tiveram uma descida abrupta devido ao euro ter valorizado em relação ao dólar, e o preço dos produtos finais esteve longe de acompanhar tal variação descendente.

Ou seja, por estes três motivos: larga parcela de produtos importados, existência de gasóleo especial para setores produtivos da economia nacional e o Estado não pagar ISP; existe pouca correlação temporal entre o preço dos combustíveis e o preço dos produtos finais. Logo, é muito expectável, que este aumento plasmado no Orçamento de Estado para 2016, não tenha qualquer impacto de relevo no preço final dos produtos.

Os pobres ficam com menos poder de compra?

Para melhor perceber esta questão é preciso ir aos dados do INE. De acordo com o INE, as famílias portuguesas gastam com os seus automóveis e despesas conexas, cerca de 11,5 mil milhões de euros por ano, cerca de 7% do PIB. Segundo a mesma fonte existiam em Portugal cerca de 3,9 milhões de famílias. Segundo a ACAP, em 2010 Portugal tinha 4,48 milhões de automóveis ligeiros e todo-o-terrenos. Feitas as contas em Portugal há em média 1,14 automóveis por família,    

Mas mais interessante que analisar os números gerais é percebermos como estão distribuídos os automóveis em função dos rendimentos dos agregados familiares. No quintil das famílias com menores rendimentos, ou seja, o primeiro quinto de
famílias em função do rendimento, apenas 46%, ou seja, menos de metade, tem automóvel. Já todavia no quintil das pessoas com maiores rendimentos, 90% tem automóvel. Ou seja, a noção generalizada, de que o automóvel é otransporte do povo, é desmentida pela estatística oficial, que nos demonstra, que na realidade existe uma relação direta entre rendimentos e posse de automóvel. Não só a estatística do INE nos refere que, no cômputo geral, apenas 7 em cada 10 famílias tem carro, como também nos refere que no caso do primeiro quinto de famílias com menores rendimentos, apenas metade tem carro.

Também é verdade que apenas cerca de metade das famílias paga IRS, mas não esqueçamos que a carga fiscal não se resume a IRS, mas IVA, IMI ou IMT. Ou seja, um proprietário de uma casa ou um consumidor são por inerências das suas condições, também contribuintes. Assim sendo, não é fiscalmente injusto, taxar combustíveis, se esse eventual aumento estiver enquadrado num regime de neutralidade fiscal que baixe outros impostos, esses sim de uma natureza social muito mais abrangente, como o caso do IVA.

Imposto ou voluntário?
Uma das premissas fundamentais das sociedades de mercado livre, também denominadas por vezes de neoliberais, é o Estado regular através das suas instituições, providenciando sempre que possível, a liberdade ao indivíduo para fazer as escolhas que bem entende, sendo a taxação dessas escolhas de natureza económica, proporcional ao impacto que causa nos demais. A liberdade de escolha não é só um princípio basilar das sociedades neoliberais, mas também um princípio filosófico elementar do iluminismo.

Ora, quando o Estado aumenta impostos que incidem sobre os rendimentos de natureza pessoal, neste caso o IRS, a liberdade de escolha do cidadão fica extremamente reduzida, para que possa tentar evitar pagar tal aumento. Ou deixa de trabalhar de forma voluntária e por conseguinte, deixa de auferir rendimentos, ficando isento do pagamento de IRS; ou por exemplo emigra para outro país. O mesmo para um proprietário da uma habitação própria permanente, quando o estado efetua o aumento do IMI, ou do IVA na eletricidade. Ou seja, para esse
contribuinte proprietário de habitação, poder não pagar esse imposto, terá que vender a sua casa. Nesse sentido, não há aumento de impostos mais injusto, que aquele que incida sobre direitos constitucionalmente consagrados e universais a uma vida condigna, como a posse de uma habitação e o direito a um trabalho remunerado. Nesse sentido estamos perante o sentido clássico de imposto, não apenas fiscal, mas também semântico, na medida que é-nos imposto que o paguemos. Recordo que um imposto é uma contribuição pecuniária obrigatória não consignada, que na prática quer dizer, que o contribuinte é obrigado a dar certa quantidade de dinheiro ao Estado, sem uma contrapartida direta.

Todavia, quando o Estado aumenta impostos sobre a gasolina ou o tabaco, está, no seguimento das premissas de uma sociedade neoliberal, a dar liberdade de escolha a muitos contribuintes, para não pagarem esse mesmo imposto; podendo até ser considerado, do ponto de vista estritamente semântico, não um imposto,
mas algo voluntário. Todos têm a liberdade para deixarem de fumar, e por conseguinte ficarem livres de pagarem o respetivo imposto sobre o tabaco. Da mesma forma, existe uma grande fatia da população, que na eventualidade do aumento dos combustíveis, fica com a liberdade de não pagar tal imposto, se fizer uso de formas alternativas de mobilidade, como a título de exemplo os transportes públicos, a pé, ou a bicicleta; quando tal obviamente for exequível.

Conclusão
O aumento dos impostos sobre produtos petrolíferos (ISP) para compensar o abaixamento dos impostos sobre rendimentos pessoais (IRS), não só é justo, como há muito tempo que é desejável, quer do ponto de vista de justiça social, quer do ponto de vista económico. É esse o caminho, de natureza fiscal, que Portugal terá de adotar doravante. O Estado não poderá encarar os rendimentos de natureza pessoal dos cidadãos, ou a sua habitação, como a galinha de ovos de ouro do fisco, e praticamente isentar, de uma forma extremamente iníqua, desse esforço de natureza fiscal em clima de contenção orçamental, impostos que incidem sobre a posse e uso dos automóveis e veículos motorizados. Porque ter casa e ter trabalho é um direito, ter carro é uma opção. Por:João Pimentel Ferreira.



Os (4) quatro OE com (8) Oito retificativos de 2011 a 2014 do PSD/CDS.

Em 2011, o Governo PSD/CDS apresentou o seu primeiro Orçamento do Estado, no qual uma das medidas mais marcantes foi o corte dos subsídios de férias e de…
WWW.PUBLICO.PT

 Leia aqui a carta de Centeno a Bruxelas 

Centeno contra-ataca em carta a Bruxelas: reformas da troika foram um falhanço
Ministro troca de papéis e passa de avaliado a avaliador. Aproveita a carta que enviou a Bruxelas para dizer que o programa de ajustamento da troika falhou, comprometendo o objectivo último do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC): por a economia a crescer.
JORNAL DE NEGÓCIOS ·3043 PARTILHAS


VALEU A PENA? O GOVERNO PSD/CDS!!!
Corte de pensões;
Brutal aumento de impostos;
Degradação dos serviços públicos;
Cortes nos apoios sociais;
Cortes de salários;
Privatizações;


Aumento da dívida pública;
Dívida em 2011 - 184.699 mil milhões
Dívida em 2015 - 290.000 mil milhões
Défice em 2011 - 7,4%
Défice em 2014 - 7,2%



SE OS QUE EMIGRARAM CÁ TIVESSEM FICADO, O DESEMPREGO REAL SERIA, SEGUNDO O CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA, DE 29%.

As Contas do Desemprego - 2015
(Mas sem "Tretas")

620.400 - desempregados oficiais
+242.900 desencorajados
+242.800 subempregados
+158.000 ocupados IEFP
+ 450.000 emigrados
1. 714. 100 Desempregados reais 29%. 


Governo Passos/Portas
Recuámos

10 anos na riqueza produzida
20 anos no emprego
30 anos no investimento
40 na emigração





Outros:
http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2015/08/a-fraude-da-divida-grega.html
http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2015/01/a-grecia-euro-divida-europa.html
http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2015/02/governo-psdcds-vendeu-dignidade-do-pais.html
viriatoapedrada.blogspot.pt/2013/03/bpnsln-self-service-para-enriquecer.html 
viriatoapedrada.blogspot.pt/2014/11/operacao-vistos-gold-e-as-ligacoes.html 
viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/08/paulo-portas-e-os-submarinos_15.html 







Terrorismo Financeiro

by As Minhas Leituras
O Orçamento de Estado 2016 (OE2016) está debaixo do fogo cruzado dos partidos da oposição, de uma série de entidades supostamente dotadas de clarividência técnica e politicamente neutras, contam com o apoio activo de uma comunicação social mercenária ao serviço do grande capital e das políticas económicas neo-liberais. Os alertas dos tecno burocratas da União […]



A Comissão Europeia (CE) publicou hoje as suas previsões económicas de Inverno, as quais supostamente têm em conta as medidas que estavam incluídas no Esboço de OE2016 (mas não as que deverão ser anunciadas hoje pelo governo). Globalmente, a CE prevê que o PIB cresça 1,6%, o que contrasta com os 2,1% previstos pelo governo no Esboço de OE. Como se explicam estas diferenças? Fundamentalmente, elas resultam dos modelos macroeconómicos utilizados para estimar os valores do PIB, que são distintos (o que não é novidade).
O gráfico abaixo reproduz os valores de diferentes variáveis que resultam dos modelos, comparando as previsões do Ministério das Finanças (MF) e da CE. São muitas as diferenças observáveis. Realço três, que me parecem determinantes: (1) segundo o modelo da CE, o aumento dos rendimentos será inferior ao previsto pelo modelo do MF; (2) o aumento dos rendimentos não se reflectirá tão significativamente no consumo; e (3) o impacto das novas políticas na inflação será, segundo o modelo da CE, menor do que o governo espera.
Francamente, não tenho nenhum motivo para considerar o modelo da CE melhor que o do MF (nem vice-versa), até porque não os conheço. Noto que entre 2011 e 2015, o desvio entre as previsões da CE para o crescimento do PIB e o que efectivamente veio a verificar-se foi, em média, cerca 0,5 pontos percentuais, o que coloca a previsão do MF dentro da 'margem de erro' observada para o caso das previsões da CE. Infelizmente, a pressão das lideranças europeias já forçou algumas alterações aos planos iniciais, pelo que nunca vamos saber qual dos modelos melhor adivinhava o futuro (que é o que, na verdade, estes modelos fazem). Por: Prof. Economia Ricardo Paes Mamede.




Por: Nicolau Santos/ Expresso."30-01-2016

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Síria 3ª guerra Mundial Putin


OS CULPADOS DISTO TUDO


FOI AQUI QUE TUDO COMEÇOU




 https://t.co/H6XiEXIvLO via @wordpressdotcom

A invasão do Iraque de 2003, decidida por George Bush Jr e acolitada por Tony Blair foi um…
WP.ME/P2YZX9-8U2A



O MUNDO ÀS AVESSAS
Um aliado estratégico do " Ocidente" e o seu maior cliente de armas.



Assad é um criminoso porque não deixa passar pela Síria os gasodutos da Arábia Saudita e do Qatar para a Turquia e Europa. Por: José Mendes.






A sala de guerra de Putin
Os bombardeamentos diários da aviação russa na Síria são controlados em tempo real, a partir de Moscovo, numa sala subterrânea no final de um labirinto de túneis, a poucos quilómetros do Kremlin. Por: JN



http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2015/06/eua-russia-putin.html



A Siria feita de varias etnias é impotente , depois de ter sido atacada descaradamente por Israelitas e Turcos que destruíram as defesas de Radar e antiaéreas , tudo na Complacência da ONU dos Estados Unidos dos Franceses e de Ingleses , que para derrubarem o Assad e barrarem o Petróleo dos Russos ao Mediterrâneo , armaram até aos Ossos uma dita Oposição ao regime de Assad. Por: Lua Luar2.




Putin: 'If necessary, we will use' advanced military capability in Syria



históricos eram, por essência, factos psicológicos.


Tropa de Elite Russa a embarcar para a Síria.



Operação de guerra será para acabar de uma vez com o Estado Islâmico na Síria, sua base
PLANTAOBRASIL.COM.BR


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou hoje que há vários membros do G20 entre os 40 países que financiam o grupo Estado Islâmico (EI).
ECONOMICO.SAPO.PT

Isto nada tem a ver com o n/amigo mas é pelo que aconteceu em Paris e outras mortes horríveis pelo médio oriente, uma justificação plausível.



Acesse o site Guerra na Síria: http://bit.ly/1tUr8z5Curta a Página Comunistas: http://on.fb.me/1kSVHAwCANAL DE DOCUMENTÁRIOS: http://bit.ly/1FdXE2USiga-me...
YOUTUBE.COM


Os países que decidiram colocar um fim definitivo para o grupo terrorista são: Estados Unidos, Rússia, França, Alemanha, Irão e Iraque
LUSOPT.COM|DE MUNDO


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, deu ordens para serem localizados e liquidados todos os responsáveis pelo atentado terrorista contra o Airbus russo…
DIARIODIGITAL.SAPO.PT
"......Pela primeira vez a infantaria russa apoiada por tanques T-90 e pela Força Aérea ( SU-25M ) atacaram a oposição Takfeery síria entre Latakia e Idlib , capturando uma colina estratégica após cinco horas de batalha feroz, sem vítimas entre as forças de ataque.

As forças sírias e aliados forneceram apoio logístico únicamente sem participarem na batalha tal como solicitado pelos oficiais russos. Muitos terroristas foram mortos e deixados para trás no campo de batalha.... ". Por: Cor. Rodrigo Sousa Castro



Moscow imposed rules and procedures in the Mediterranean in an unprecedented moved Original article here: Elijah J. Magnier @ejmalrai For the first time a…
ELIJAHJM.WORDPRESS.COM



O Kremlin anunciou que a China está a enviar 5.000 das suas forças militares de elite na zona de guerra Levant para ajudar a Rússia na luta contra o ISIS, que deixou o governo Obama e o Pentágono "horrorizado".

Parece que a tragédia em Paris de 13 de novembro acelerou mudanças que eram esperadas há muito tempo. Segundo o professor de ciências políticas norte-americano Stephen Cohen, “os EUA já não podem desempenhar o papel de hegemonia autodeclarada, ou de única superpotência no mundo, e a Rússia retornou…
BR.SPUTNIKNEWS.COM|DE SPUTNIK

Noam Chomsky explica: Turquia, que é aliada dos EUA e disparou míssil, tornou-se ameaça à democracia e à paz internacional. Washington já é incapaz de gerir seu império
OUTRASPALAVRAS.NET


O derrube de um jato russo sobre a linha de fronteira da Turquia, apenas escava mais profundamente o perigo de confrontação com um outro membro da Nato, coisa que nos presentes dias apenas existe nas despesas dos Países e nas farda de alguns generais carregados de medalhas que ninguém sabe quando foram ganhas...

Sei no entanto que a democracia da UE nunca esteve tão dependente do poder económico e militar da Rússia!

Eu se fosse à Turquia que contrabandeava o petróleo do ISIS, baixaria o tom e a agressividade para não ter mais desgostos! Por: Manuel Ferrer.


O óbvio.....




VALE MAIS UM PUTIN DO QUE MIL COBARDOLAS E VENDIDOS COMO: OBAMA, HOLLAND E MERKEL.


UNDHORIZONTENEWS2.BLOGSPOT.COM|DE UM NOVO DESPERTAR



Os acontecimentos relacionados com o derrube de um avião militar russo em território sírio pela Força…
AVIAGEMDOSARGONAUTAS.NET

Parece que os planos dos EUA foram descobertos..


Um plano dos EUA para evacuar os líderes do Daesh da cidade estratégica de Ramadi no centro do Iraque foi divulgado por um comandante das forças…
BR.SPUTNIKNEWS.COM|DE SPUTNIK



O ex-comandante da OTAN, general reformado norte-americano Wesley Clark, em entrevista à CNN, afirmou que a Turquia está interessada em preservar o Estado…
BR.SPUTNIKNEWS.COM|DE SPUTNIK



“Vamos ser muito claros. O Estado Islâmico não é apenas uma organização terrorista, é uma organização terrorista sunita. Isso significa que bloqueia e tem como alvo os xiitas, e isso significa que serve aos interesses da Turquia e da Arábia Saudita, ao mesmo tempo que representa uma ameaça para eles”, disse Clark.







Como podem ver o ISIS ( criação americana) após o desastre geopolítico da segunda guerra do Iraque, cuja finalidade era democratizar (diziam) o Iraque, mas que resultou tão só na emergência do poder chiita no Iraque face á da aplicação da teoria americana de que era preciso substituir a ditadura do Saddam por uma democracia, um cidadão um voto,tornou-se a grande " prostituta" politica do Oriente Médio.
Serve os americanos para conter os chiitas, serve os turcos para negociarem petróleo e bombardearem os curdos, serve Israel que fica com o petróleo barato, serve os curdos que vão ganhando autonomia no Iraque e Siria, serve a Siria (Assad) porque lhe permite meter a sua oposição no saco dos extremistas e tentar extreminá-los, serve os russos porque têm um grande argumento para intervirem, serve as potências ocidentais porque lhes permite restringir liberdades e rearmar os exércitos e as policias em nome da Segurança.
Só um génio maldito , ou um completo imbecil ( Bush -filho), poderia ter feito esta obra.... Por: Cor. Rodrigo Sousa Castro.

http://www.publico.pt/.../policia-usa-novos-poderes-para...

(Washington Times) – Russian Defense Ministry spokesman Igor Konashenkov said Monday that Su-35 fighters have been deployed to Hemeimeem air base in…
TEAPARTY.ORG


Para fazerem uma ideia da selvajaria da guerra na Síria e no caso das imagens, da selvajaria dos ditos terroristas moderados apoiados pelo Hollande e pelo Obama.
Ora vejam, uma criança a manejar uma PKM (metralhadora
) que mede 47 polegadas quase o tamanho do petiz....
E com uns quantos energúmenos a observar..
O mundo está a ficar louco. Por: Cor.Sousa Castro.





É lamentável mas tem que ser dito:Esta é a Síria que a UE, os EUA , Israel e os terroristas do Golfo quiseram destruir. Esta é a Síria que Putin vai , ou está a tentar, preservar. O Ocidente na sua mais infame decadência...Por: Cor. Sousa Castro.


Sabia Isto da Síria?

1-A família Assad pertence ao Islão tolerante da orientação Alawid.
2-As mulheres sírias têm os mesmos direitos dos homens, ao estudo, à saúde e à educação.
3-Na Síria as mulheres não são obrigadas a usar a burca. A Chária ( Lei Islâmica) é inconstitucional.
4-A Síria é o único país árabe com uma constituição laica e não tolera os movimentos extremistas islâmicos.
5-Certa de 10% da população Síria pertence a alguma das muitas confissões cristãs presentes desde sempre na vida política e social.
6-Noutros países árabes a população cristã não chega a 1% devido à hostilidade sofrida.
7-A Síria é o único país do Mediterrâneo, que continua proprietário da sua empresa petrolífera, que não quis privatizar.
7-A Síria tem uma abertura à sociedade e cultura ocidentais, como nenhum outro país árabe.
8-Ao longo da história houve cinco Papas de origem síria. A tolerância religiosa é única na zona.
9-Antes da guerra civil era o único país pacifico na zona, sem guerras nem conflitos internos.
10-A Síria é o único país árabe sem dívidas ao Fundo Monetário Internacional.
11-A Síria foi o único país no Mundo que admitiu refugiados iraquianos sem nenhuma discriminação social, política ou religiosa.
12-Bashar Al Assad tem um suporte popular extremamente elevado.
13-Sabia que a Síria possui uma reserva de petróleo de 2500 milhões de barris, cuja exploração está reservada a empresas estatais?
14-Talvez agora consiga compreender melhor a razão de tanto intere$e da guerra civil na Síria e de quem a patrocina.
15-Na Síria houve eleições em 2014 e foram fiscalizadas por 60 países.





COLIGAÇÃO ANTI-ISIS





 Não é assim que as coisas estão. Há dois blocos bem visíveis para quem acompanha o processo. De um lado a maioria da NATO que tem nos terroristas a sua nova tropa, aliada no essencial com as ditaduras do golfo e Israel e do outro na primeira linha estão Rússia, Síria, Irão, e Iraque que formam um bloco muito sólido com o apoio de uma segunda linha composta por quatro grandes que são a China, Índia, Paquistão e Indonésia, países onde o ISIS já tem "filiais" e ainda muitos outros países da EURÁSIA nomeadamente as ex-repúblicas soviéticas de maioria islâmica. Pelo meio estão outros países que jogam nos dois campos, porque ainda têm medo dos EUA.

De realçar que a Espanha advoga nos bastidores pela aliança com a Rússia para acabarem com o ISIS de vez. Compreende-se. Por: Fernando De Oliveira Ferreira

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, disse durante encontro com Ali Akbar Velayati, conselheiro do Líder Supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, que os…
BR.SPUTNIKNEWS.COM|DE SPUTNIK
OS INFIEIS FACÍNORAS 


Por detrás do culto à morte, encontra-se uma burocracia metódica. Provas documentaisde plano para consolidar o poder foram reveladas esta segunda-feira pelo diário britânico The Guardian
VISAO.SAPO.PT




----------------------------------------------------------



Não os terroristas não vêm misturados com os refugiados.
Vêm de avião com o apoio dos EUA.
Nesta foto Um comandante de um batalhão do estado Islâmico (Á esquerda na foto) a almoçar com o líder do "sector direito" (grupo armado de extrema direita Nazi na Ucrânia) Dmytro Yarosh.

Segundo relatos locais o Comandante do batalhão do estado Islâmico foi escoltado para este encontro por militares dos EUA
, voltando após a reunião para a Síria para combater contra as forças fieis a bashar al-assad.

O retrato foi tirado perto de Mariupol, Ucrânia do Sul.


Dmytro Yarosh também é membro do Parlamento ucraniano - Vice Popular da Ucrânia.
Em 25 de julho - 2014, Yarosh foi colocado pela Interpol em sua lista de procurados internacional a pedido do russo. http://realukraine.tk/2015/09/10/accidental-meeting-the-battalion-commander-of-the-isis-jihadists-from-syria-have-yarosh-bodyguards-american-soldiers/



Estes são representantes da chamada oposição síria que se encontraram com os mentores do terror islâmico na Arábia Saudita.
Porém falta aqui gente, e não é pouca :
- Alawites
Druze
Armenians
Assyrians
Turkmen
Kurds
Women
Por isso a guerra civil na Síria está longe do fim....-
Por: Cor. Rodrigo Sousa Castro


Cinco anos decorridos sobre a " Primavera Árabe", os valentes cretinos que a promoveram podem limpar-se a este guardanapo.
E as últimas notícias dizem que a Irmandade Muçulmana já está em maioria no parlamento tunisino.....


As imagens são suficientes e perfeitamente eloquentes.
Siria, Libia, Iraque, Iémen antes e depois da exportação da " democracia" pelos cretinoides ocidentais. Por: Cor. Sousa Castro






Na Rússia vivem Russos

 No dia 4 de Fevereiro de 2013, Vladimir Putin, o Presidente da Rússia, falando à DUMA ( Parlamento Russo ) fez o seguinte discurso sobre as situações de tensão que na Rússia se verificam com as minorias :

”Na Rússia vivem Russos. Qualquer minoria, seja ela donde for, que queira trabalhar e viver na Rússia - tem que respeitar as Leis que governam a Rússia.

Se preferirem a Lei Sharia, então avisamo-los para irem para os países onde essa seja a lei estatal.

A Rússia não tem necessidade de minorias, as minorias é que necessitam da Rússia ; e nós não lhes vamos conceder privilégios especiais, nem tencionamos mudar as nossas leis para ir ao encontro dos seus desejos, não importando quão alto gritarem "discriminação".

Será melhor que aprendamos com os suicídios da América, Inglaterra, Holanda e França, se quisermos sobreviver como nação.

Os costumes e tradições Russas não são compatíveis com a falta de cultura ou os modos primitivos da maior parte das minorias.

Quando este honorável corpo legislativo pensar em criar novas leis, deverá ter em mente em primeiro lugar os interesses nacionais, atendendo a que as minorias não são Russas.


MANIFESTAÇÃO EM LONDRES - PARA PENSAR... 
Será que a Europa tem a memória curta?
Será que os europeus andam todos a dormir?
Será que não aprendemos nada com o 11 de Setembro?
Será que todos estas manifestações hostis que se têm verificado  em vários  países europeus são a “sua” maneira de   agradecerem tê-los recebido?
Será que este “êxodo” todo de milhares de migrantes muçulmanos para a Europa não faz parte de um “plano” há muito gizado?
É PARA PENSAR…
  Até parece impossível... mas é realidade!!!
SEM MAIS PALAVRAS

Estas fotos foram tiradas durante a manifestação "A religião dapaz"
recentemente celebrada pela comunidade muçulmana, em Londres.
Não se publicou na imprensa nem na tv para não ofender ninguém...
 


MATAI  AQUELES QUE INSULTAM O ISLÃO; .....
EUROPA PAGARÁS:  A TUA DEMOLIÇÃO ESTÁ EM MARCHA;
EUROPA PAGARÁS:  A TUA EXTERMINAÇÃO ESTÁ A CAMINHO,.....


 
DECAPITAI OS QUE INSULTAM O ISLÃO


'EUROPA É O CÂNCRO, ISLÃO É A RESPOSTA'   
'EXTERMINAI OS QUE VÃO CONTRA O ISLÃO' 


'O ISLÃO DOMINARÁ O MUNDO'


'QUE A LIBERDADE VÁ PARA O INFERNO'


'EUROPA. TIRA ALGUMAS LIÇÕES DO 11 DE SETEMBRO'


'
EUROPA PAGARÁS. O TEU 11 DE SETEMBRO ESTÁ A CAMINHO'



'PREPAREM-SE PARA O VERDADEIRO HOLOCAUSTO'


ALGUÉM PODERIA PENSAR QUE TEMOS ALGO CONTRA ESTA GENTE TÃO PACÍFICA?
SERÁ QUE EU PODERIA ME MANIFESTAR NO PAÍS DELES DESTA FORMA?
ENVIE ISTO A TODO O MUNDO, MESMO A MUÇULMANOS,
PARA VER O QUE DIZEM A RESPEITO!